O que é Ayurveda?

Por Henrique Bertini


A palavra "Ayurveda" é derivada de duas palavras em sânscrito, "ayuh" que significa "vida" ou "longevidade" e "veda" que significa "ciência" ou "conhecimento sagrado". A definição do Ayurveda, portanto, pode ser traduzida aproximadamente como "a ciência da longevidade" ou "o conhecimento sagrado da vida".


Acredita-se que o Ayurveda seja o mais antigo sistema médico completo sobrevivente no mundo. Há muita especulação a respeito das suas origens, que podem recuar até 3000 anos ou mais. Na realidade o Ayurveda é muito mais do que um sistema de medicina; ele abarca a ciência médica, a filosofia, a psicologia, alquimia e o entendimento espiritual, bem como a astrologia e a astronomia.



Boa parte do conhecido e literatura foi preservada pelos monges budistas e fornece evidências de que o Ayurveda evoluiu a partir da profunda sabedoria de profetas ou videntes espiritualmente iluminados, os rishis, que viviam na região mais distante do Himalaia, no norte da Índia. O conhecimento era transmitido oralmente de mestre para discípulo e foi, com o tempo, registrado, no idioma Sânscrito, em um conjunto de versos conhecido como Vedas. Esses textos condensaram o conhecimento histórico, religioso, filosófico e médico da época, formando os alicerces da cultura e da religião indianas, particularmente do hinduísmo, do qual se originou e se diversificou toda a cultura indiana.


Entre os seus recursos estão orientação quanto ao estilo de vida, a fitoterapia, a nutrição, a desintoxicação, a massagem e outros tipos de trabalho com o corpo, além de práticas espirituais. Ele se baseia no conhecimento e no entendimento acumulado ao longo de milênios e, no entanto, é extremamente atualizado e oferece um tratamento prático e eficaz para muitos distúrbios modernos que afetam tanto a mente quanto corpo.


Os Cinco Elementos - Panchamahabhutas


O Ayurveda reconhece cinco elementos como os blocos de construção fundamentais da natureza:

  • Terra

  • Água

  • Fogo

  • Ar

  • Ether (espaço)

Cada substância contém todos os cinco desses elementos. Dito isso, em uma determinada substância, um ou dois elementos são tipicamente predominantes sobre os outros.


As vinte qualidades - Gunas

O Ayurveda também identifica vinte qualidades (gunas) que podem ser usadas para descrever cada substância ou experiência. Essas qualidades são organizadas nos seguintes dez pares de opostos:


As gunas são essenciais para a compreensão do princípio ayurvédico de que as características semelhantes aumentam umas as outras e os opostos se equilibram. Por exemplo, uma pessoa de natureza particularmente fria, vivendo em um clima frio, no meio do inverno, provavelmente experimentará um agravamento da qualidade do frio. O antídoto? Calor - na forma de alimentos aquecidos, bebidas quentes, temperos aquecedores, banhos relaxantes, roupas aconchegantes e quentes e, se possível, uma abundância de experiências que tragam a sensação de aquecimento.


Os Doshas e seu biotipo

Então, chegamos aos famosos três doshas (assinatura energética individual): vata, pitta e kapha. Os doshas, ​​ou alguma combinação deles, podem ser identificados em várias estações, climas, paisagens, atividades, plantas e animais. Cada um deles incorpora uma combinação de elementos e qualidades para criar uma entidade funcional - uma força energética da natureza. Todos os três doshas estão presentes em todos nós, mas a proporção entre eles varia muito de uma pessoa para outra. Vamos falar sobre isso já já , mas primeiro, aqui está uma visão geral da natureza essencial de cada dosha.







Cada um de nós tem uma combinação desses três doshas em nossos corpos. Contudo, é mais comum encontramos a combinação de dois doshas que prevalecem. Ex: uma pessoa Vata/Pitta ou kapha/Vata, etc. Há uma combinação de doshas com os quais nascemos, chamada de constituição natal ou prakriti - em sânscrito. Também temos um estado de equilíbrio (vikriti) que representa os doshas que são elevados em nosso corpo em um determinado momento. Se os doshas se acumulam além dos limites saudáveis ​​(aqueles determinados pela própria constituição), eles podem causar desequilíbrios em nossa saúde e levar a manifestação de doenças.


O próximo passo agora é você conhecer a sua constituição e saber como administrar esse equilíbrio tão importante para a manutenção da sua saúde. Se vc quiser saber mais clique aqui.